|
Bibliografia
1 2

Inventários (Por ordem cronológica)

GALHOZ, Maria Aliete Farinho das Dores (1953). «Nota dos livros da biblioteca do poeta Fernando Pessoa (trabalho incompleto)», in O Movimento Poético do «Orpheu», 2 vols. Tese de Licenciatura em Filologia Românica apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, vol. II, ap. I. [Texto policopiado]. [373 títulos de livros]. [Tese assinada com o nome «Maria Aliete Farinho das Dores»; acrescenta-se «Galhoz», o seu nome de casada].
MONTEIRO, Maria da Encarnação (1956). «Obras em Língua Inglesa na Biblioteca de Fernando Pessoa», in Incidências Inglesas na Poesia de Fernando Pessoa. Coimbra: Coimbra Editora, pp. 81-102. [259 títulos de livros ingleses].
SEVERINO, Alexandrino Eusébio (1969-jf1970). Fernando Pessoa na África do Sul. Marília, Brasil: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, 2 vols. [Em apêndice, há uma lista com 35 títulos correspondentes à época escolar na África do Sul].
DA SILVA, Jaime Herculano [1980]. «Fernando Pessoa's Library». [Texto policopiado]. [Trata-se do «Appendix A» da Dissertação de Doutoramento intitulada «Fernando Pessoa and the English Romantic Tradition», nunca defendida nem publicada. A listagem foi referida pela primeira vez por José Augusto Seabra. (Cf. Fernando Pessoa, Mensagem: poemas esotéricos, 1996, p. 360). Devemos o conhecimento desta lista a Marco Pasi. (Cf. Marco Pasi, Esotérisme, gnoses et imaginaire symbolique, 2001, p. 699)]. [1170 títulos de livros e revistas].
ABREU, Maria Fernanda de; Teresa Rita LOPES (orgs.) (1981). Fernando Pessoa, el eterno viajero. Lisboa: Secretaria do Estado da Cultura. Lisboa: Secretaria de Estado da Cultura. [O inventário de alguns livros em língua espanhola pertencentes à Biblioteca particular de Pessoa figura na última página (sem numeração); 12 títulos]. [Trata-se do catálogo, como indicado na primeira pág., da «[e]xposición itinerante organizada por el Ministério de Negócios Estrangeiros y Secretaria de Estado de Cultura – Instituto Português do Livro – y realizada en España com el apoyo de la Embajada de Portugal»].
AZEVEDO, Maria da Conceição Fidalgo Guimarães Costa (1994). «Biblioteca de Fernando Pessoa», in Filosofia da Educação em Fernando Pessoa: Encontro de Si Próprio, Consciência da Missão, Fidelidade ao Ser, 3 vols. Tese de Doutoramento para a obtenção de Doutor em Filosofia da Educação apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. [Texto policopiado]. Vol. III, anexo IV. [Esta lista contém registos incompletos e não sempre fiáveis de «livros [de Fernando Pessoa] enquanto se encontravam no Gabinete do Património Cultural da Câmara Municipal de Lisboa», dos «folhetos depositados na Biblioteca Nacional de Lisboa» e de alguns dos livros que «considerados desaparecidos». [1077 títulos de livros e revistas, 44 títulos de folheros e 10 títulos de livros, respectivamente]. [Esta tese, com a exclusão de dois anexos (dos quais o anexo IV, «Biblioteca de Fernando Pessoa»), foi publicada em 1996 sob o título Fernando Pessoa, Educador. Encontro de Si Próprio, Consciência da Missão, Fidelidade ao Ser. Cf. Luís Prista, «"Fernando Pessoa, Educador" – subsídio para uma errata», in Colóquio Letras, n.º 149-150, Julho-Dezembro 1998, pp. 392-398].
CONDE, Elsa (1996). «Biblioteca de Fernando Pessoa», in Tabacaria, n.º 0, Lisboa, Fevereiro de 1996, pp. 63-119. [1055 títulos de livros e revistas].
FERRARI, Patricio (2008). «Fernando Pessoa as a Writing-reader: Some Justifications for a Complete Digital Edition of his Marginalia», in Portuguese Studies, vol. 24, n.º 2, número especial dedicado a Fernando Pessoa, revista do Department of Portuguese and Brazilian Studies, King's College London, publicada pela Modern Humanities Research Association. Jerónimo Pizarro e Steffen Dix, editores convidados, pp. 101-114. [142 títulos de livros, revistas e jornais na posse dos herdeiros; 3 títulos depositados nas vitrinas da Casa Fernando Pessoa e sem inventariação prévia; 22 títulos de livros extraviados. Errata: o livro de Rosália de Castro, listado entre os «missing books», encontra-se na bpFP (v. 8-99)].
FERRARI, Patricio (2009). «A biblioteca de Fernando Pessoa na génese dos heterónimos: Dispersão e catalogação (1935-2008); A arte da leitura (1898-1907)», in Fernando Pessoa: o guardador de papéis. Jerónimo Pizarro, organizador. 2.a edição. Lisboa: Texto Editores, pp. 191-213. [32 livros assinados por cinco pre-heterónimos; 81 títulos listados de livros, revistas, jornais e recortes de imprensa albergados no E3 / BNP; 11 títulos de livros, jornais e revistas na posse dos herdeiros, leiloados no dia 13 de Novembro de 2008, nunca antes catalogados; 5 títulos de livros extraviados].
PIZARRO, Jerónimo (2010). «Outros vestígios», in Sudoeste. Relações Literárias e Artísticas entre Portugal e Espanha (1890-1936). Catálogo da Exposição produzida pelo Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo de Badajoz, em colaboração com o Ministério da Cultura do Governo de Espanha. Lisboa: assírio & Alvim, 2010 [lista de 21 títulos, que complementa ABREU e LOPES, 1981].
PIZARRO, Jerónimo, Patricio FERRARI e Antonio CARDIELLO (2010). A Biblioteca Particular de Fernando Pessoa. Lisboa: D. Quixote. Acervo Casa Fernando Pessoa, 3 vols. Vol I.


Para o estudo da biblioteca particular de Fernando Pessoa (bpFP)

Livros (baseados na biblioteca de Pessoa)

MALLARMÉ, Stéphane (1998). Poemas Lidos por Fernando Pessoa. Tradução e prefácio, José Augusto Seabra. Lisboa: Assírio & Alvim. [Fac-simile e tradução de um livro de Mallarmé pertencente à Biblioteca Particular de Pessoa. Cf. «Apêndice I. Livros cuja localização se desconhece»].
PIZARRO, Jerónimo (2007). Fernando Pessoa: entre génio e loucura. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Colecção «Estudos», vol. III.
PIZARRO, Jerónimo, Patricio FERRARI e Antonio CARDIELLO (2010). A Biblioteca Particular de Fernando Pessoa. Lisboa: D. Quixote. Acervo Casa Fernando Pessoa, 3 vols. Vol I.


Livros (com referências à biblioteca de Pessoa)

BANDARRA (2010). Trovas do Bandarra. Organização, notas e posfácio de Jorge Uribe. Lisboa: Guimarães. Colecção Pessoa Editor. Vol. VI.
BLANCO, José (2008). Pessoana. Ana Barradas, revisora. 2 vols. Lisboa: Assírio & Alvim, vol. I, p. 2; vol. II, pp. 21, 23, 85, 190, 203, 241, 252, 324, 335, 464, 478, 535, 591, 718, 788, 870, 922.
COELHO, António de Pina (1971). Os Fundamentos Filosóficos da Obra de Fernando Pessoa. 2 vols. Lisboa: Editorial Verbo. Vol. I, pp. 13-14, 36-60, 193-194; vol. II, pp. 66-69, 148-158.
DIX, Steffen (2005). Heteronymie und Neopaganismus bei Fernando Pessoa. Würzburg: Königshausen & Neumann, pp. 26-28, 33, 34, 36-38, 39, 41, 42.
FERREIRA, António Mega (2005). Fazer pela Vida: um retrato de Fernando Pessoa, o empreendedor. Lisboa: Assírio & Alvim, pp. 32, 38, 69, 72, 78-82, 104, 106, 123, 162, 163, 184, 217-222.
JENNINGS, Hubert Dudley (1986). Fernando Pessoa in Durban. [Durban]: Durban Corporation.
JENNINGS, Hubert Dudley (1984). Os dois exílios: Fernando Pessoa na África do Sul. [Porto]: Centro de Estudos Pessoanos, pp. 39, 69-72, 74, 80, 131, 135, 140, 209.
LANCASTRE, Maria José (1981). Fernando Pessoa. Uma fotobiografia. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, pp. 27, 82, 85, 89, 116, 113, 137, 151, 171-174, 177, 178, 182, 183, 192-194, 196, 197, 218-220, 226-228, 230, 232, 233, 237, 238, 246, 247, 251, 268, 276, 277, 286, 292, 298, 299, 301, 303.
NOGUEIRA, Manuela (2005). Fernando Pessoa: Imagens de uma Vida. Lisboa: Assírio & Alvim, pp. 39, 50-52, 68, 78, 80-82, 89, 92, 99, 101, 105, 106, 112, 116, 122-159.
MURTEIRA FRANÇA, Isabel (1987). Fernando Pessoa na Intimidade. Lisboa: Publicações Dom Quixote, pp. 40-42, 77-89, 127, 170, 171, 176, 183, 189, 227-230, 261, 264, 266-268, 327, 333, 335, 336, 344, 347, 349, 352, 353.
PESSOA, Fernando (2010). Livro do Desasocego. Edição de Jerónimo Pizarro. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Edição Crítica de Fernando Pessoa, Série Maior, Volume XI.
PESSOA, Fernando (2009). Sensacionismo e Outros Ismos. Edição de Jerónimo Pizarro. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Edição Crítica de Fernando Pessoa, Série Maior, Volume X.
PESSOA, Fernando (2008). Rubaiyat. Edição de Maria Aliete Galhoz. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Edição Crítica de Fernando Pessoa, Série Maior, Volume I.
PESSOA, Fernando (2007). Courts-Métrages. Réunis, présentés et traduits par Patrick Quillier. Paris : Chandaigne, pp. 10-11, 17-18, 21-22.
PESSOA, Fernando (2006). Escritos sobre Génio e Loucura. Edição de Jerónimo Pizarro. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Edição Crítica de Fernando Pessoa, Série Maior, Volume VII.
QUENTAL, Antero (2010). Os Sonetos Completos de Antero de Quental. Com tradução parcial em língua inglesa de Fernando Pessoa. Prefácio de J. P. Oliveira Martins. Nota prévia, transcrições e posfácio de Patricio Ferrari. Lisboa: Guimarães. Colecção Pessoa editor. Vol. VII.
ROZA, Luís Miguel (ed.) (2001). Encontro Magick. Lisboa: Hugin, pp. 25, 28, 43, 46, 62, 64, 65, 68, 69, 75, 157, 158, 186, 199-202, 231, 259, 273, 302-304, 313, 314, 324, 325, 345-347, 366, 396, 523.
SARAIVA, Arnaldo (1996). Fernando Pessoa, Poeta-Tradutor de Poetas: os poemas traduzidos e o respectivo original. Porto: Lello Editores, pp. 23, 37-39, 53-57, 100-101, 104-143, 152-179, 190-198, 216-229.
RUSSO, Mariagrazia (2003). Um só dorido coração – Implicazioni leopardiane nella cultura letteraria di lingua portoghese. Viterbo: Sette Città, pp. 158-166.
SEVERINO, Alexandrino Eusébio (1983). Fernando Pessoa na África do Sul: a formação inglesa de Fernando Pessoa. 2ª edição Lisboa: Dom Quixote, pp. 21, 48, 49, 54, 64, 65, 87, 114, 115, 131-133, 139, 149, 154, 155, 157-161, 202, 203, 207-233, 241, 254, 255, 267-270, 293-300. [Como indica o seu autor, no prefácio, a segunda edição fornece «novas informações colhidas no Espólio e na biblioteca de livros ingleses de Fernando Pessoa»].
ZENITH, Richard (2010). Fernando Pessoa. Fotobiografias Século XX. Direcção de Joaquim Vieira. Lisboa: Círculo de Leitores, pp. 47-49, 69, 128, 145, 149 e 155.
ZENITH, Richard (2001). «Caeiro Triunfal», in Poesia. Alberto Caeiro . Edição de Fernando Cabral Martins e Richard Zenith. Lisboa: Assírio & Alvim, pp. 227-265.


Dissertações (baseadas na biblioteca de Pessoa)

ESTIBEIRA, Maria do Céu Lucas (2008). A Marginalia de Fernando Pessoa. Dissertação de Doutoramento em Literatura Comparada. Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Trata-se de um desenvolvimento da Dissertação de Mestrado de M. Estibeira, defendida na mesma Faculdade em 2002: Uma Introdução à Marginalia de Fernando Pessoa. [Textos policopiados; existe ainda um resumo das duas teses no n.º 18 da revista Românica, publicada em 2009].


Dissertações (com referências à biblioteca de Pessoa)

BOTHE, Pauly Ellen (2003). Poesía y musicalidad en las poéticas modernistas de Fernando Pessoa y T.S. Eliot: la Ode marítima. Tese de Mestrado em Literatura Comparada apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, pp. 19, 36, 38, 42, 43, 68-70, 73, 82, 115. [Texto policopiado].
BROWN, Susan Margaret (1987). The Poetics of Pessoa's «Drama em Gente»: The Function of Alberto Caeiro and the Role of Walt Whitman. Dissertation submitted to the Faculty of The University of North Carolina at Chapel Hill in partial fulfilment of the requirements for the degree of Doctor of Philosophy in the Curriculum of Comparative Literature, appendix B, pp. 365-385. [Texto policopiado].
PATRÍCIO TEIXEIRA, Rita Roque Gameiro Tenreiro (2008). Episódios da teorização estética em Fernando Pessoa. Tese de Doutoramento em Ciências da Literatura apresentada no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho. Área de Especialização em Teoria da Literatura, pp. 33, 35, 38, 49, 55, 73, 81, 82, 86, 90, 96, 101-105, 108-111, 115, 148, 153, 160, 166-168, 172, 173, 176, 177, 182, 191-195, 199, 209, 210, 212, 223, 227, 231, 234, 237, 239-244, 257, 263-265, 273, 280, 286, 295, 296, 305, 306. [Texto policopiado].
PINHEIRO, Cecília Rego (2003). "Os poetas passam e os artistas ficam": Fernando Pessoa, influência e construção Dissertação de Doutoramento em Teoria da Literatura apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa para a obtenção do grau de Doutor em Teoria da Literatura, pp. 6, 15-17, 28, 29, 36-54, 57, 58, 62, 64, 69, 70, 94-103, 107-109, 125-127, 129, 130, 135, 137, 168-171, 175, 182, 183, 186, 190, 211, 221, 229, 230, 237, 238, 244-252, 255-258, 261, 263, 264, 267, 268, 270, 274, 275, 289, 300-303 [Texto policopiado].


Artigos (baseados na biblioteca de Pessoa)

CARDIELLO, Antonio (2010). «Pessoa, leitor de Gaultier: "De Kant à Nietzsche" (1910)», in Olhares Europeus sobre Fernando Pessoa. Coordenação Paulo Borges. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, pp. 143-156. [Comunicação apresentada durante o «Seminário Internacional», no dia 2 Junho de 2009, na Universidade de Lisboa].
Boscaglia, Fabrizio (2010). «La sabiduría de Omar Khayyâm en la lectura de Fernando Pessoa y en la tradición filosófica persa: elementos para una comparación», in El Pensar poético de Fernando Pessoa , Pablo Jávier Pérez López e Fernando Calderón Quindós, compiladores. Morata de Tajuña: Editorial Manuscritos, pp. 221-244.
CENTENO, Yvette (1979). «O espólio e a biblioteca de Fernando Pessoa: uma solução para alguns enigmas», in Actas do I Congresso Internacional de Estudos Pessoanos. Porto: Brasília Editora, pp. 703-715. [Comunicação apresentada durante o Congresso Internacional de Estudos Pessoanos. Para a versão revista deste artigo ver Fernando Pessoa. Tempo. Solidão. Hermetismo, 1978. Este livro foi escrito em co-autoria com Stephen Reckert].
FERRARI, Patricio [2011]. «On the Margins of Fernando Pessoa's Private Library: A Reassessment of the Role of Marginalia in the Creation and Development of the Pre-heteronyms and in Caeiro's Literary Production», in Luso-Brazilian Review [em publicação]. [Parte deste artigo, com o título «Heteronymy and Marginalia: Caeiro's Presence in Fernando Pessoa's Personal Library», foi apresentado durante o colóquio Avatars: Personae, Heteronyms, Pseudonyms (Third Comparative Literature Graduate Student Conference), entre os dias 10 e 11 de Abril de 2009, em Stanford University].
FERRARI, Patricio (2011a). «Fernando Pessoa y Alejandra Pizarnik: escritos, marginalia y otros apuntes en torno a la métrica y al ritmo», Bulletin of Spanish Studies, LXXXVIII, pp. 221-248. [Parte deste artigo foi apresentado durante o colóquio ALEPH, entre os dias 27 e 30 de Abril de 2009, na Universidade de Lisboa]. ALEPH, entre os dias 27 e 30 de Abril de 2009, na Universidade de Lisboa].
FERRARI, Patricio (2010). «Fernando Pessoa, poète-lecteur-théoricien: des expériences métriques et rythmiques entre-langues», in Loxias, revue en ligne de littératures française et comparée (avec comité de lecture), 7ème année, n.º 30, Université de Nice Sophia-Antipolis, automne 2010, http://revel.unice.fr/loxias/document.html?id=6464
FERRARI, Patricio (2009). «A biblioteca de Fernando Pessoa na génese dos heterónimos: Dispersão e catalogação (1935-2008); A arte da leitura (1898-1907)», in Fernando Pessoa: o guardador de papéis. Jerónimo Pizarro, organizador. 2.a edição. Lisboa: Texto Editores, pp. 155-218.
FERRARI, Patricio (2008). «Fernando Pessoa as a Writing-reader: Some Justifications for a Complete Digital Edition of his Marginalia», in Portuguese Studies, vol. 24, n.º 2, número especial dedicado a Fernando Pessoa, revista do Department of Portuguese and Brazilian Studies, King's College London, publicada pela Modern Humanities Research Association. Jerónimo Pizarro e Steffen Dix, editores convidados, pp. 69-114.
FISCHER, Claudia J. (2010). «Fernando Pessoa, leitor de Friedrich Schiller: Uma aproximação à língua alemã», in REAL. Revista de Estudos Alemães, n.º 1, Julho, Universidade de Lisboa. http://real.fl.ul.pt/
GAGO, Carla (2009). «Espelho de uma vida intelectual: a biblioteca de Friedrich Nietzsche. Paralelos com a biblioteca de Fernando Pessoa», in Fernando Pessoa: O Guardador de Papéis. Jerónimo Pizarro, organizador. 2.a edição. Lisboa: Texto Editores, pp. 135-154.
LIND, Georg Rudolf (1962). «A Biblioteca Fernandina», in Diario de Noticias , director Augusto de Castro, ano 98, n.º 34.442, Lisboa, 18 de Janeiro de 1962, pp. 7 e 8.
PIZARRO, Jerónimo [2010]. «From FitzGerald to Pessoa's Rubaiyat», in Fernando Pessoa: Influences, Dialogues, Responses. Ed. by Mariana de Castro. Woodbridge [England]: Boydell Press. [Comunicação apresentada durante o colóquio «Fernando Pessoa: Influences, Dialogues, Responses», entre os dias 11 e 12 de Dezembro de 2009, no King's College de Londres].
PIZARRO, Jerónimo; Patricio FERRARI [2010]. «Uma biblioteca em expansão: Sobrecapas de livros de Fernando Pessoa». [Parte deste artigo foi apresentado durante o Congresso Internacional dos 120 do nascimento de Fernando Pessoa, entre os dias 25 e 28 de Novembro, 2008, organizado pela Casa Fernando Pessoa]. [Em publicação].


Artigos (com referências à biblioteca de Pessoa)

BARRETO, José (2007). «Fernando Pessoa – racionalista, livre-pensador e individualista: a influência liberal inglesa», in A Arca de Pessoa. Steffen Dix e Jerónimo Pizarro (orgs.). Lisboa: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, pp. 109-127.
CARDIELLO, Antonio (2010). «Abismo y Nada absoluto: confluencias budistas en el pensamiento de Fernando Pessoa e Nishida Kitarō», in El Pensar poético de Fernando Pessoa , Pablo Jávier Pérez López e Fernando Calderón Quindós, compiladores. Morata de Tajuña: Editorial Manuscritos, pp. 75-118.
CASTRO, Mariana Gray de (2009) «Fernando Pessoa and the "Shakespeare problem"», in Journal of Romance Studies, ed. Gill Rye, vol. 9, n.º 2, pp. 11-25.
CASTRO, Mariana Gray de (2006). «Oscar Wilde, Fernando Pessoa, and the Art of Lying», in Portuguese Studies, eds. Francisco Bethencourt et al., vol. 22, n.º 2, pp. 219-249.
FERRARI, Patricio; Bernd KAST (2010). «Nichts und Mittelpunkt der Welt. Der Einfluss Max Stirners auf Fernando Pessoa», in Der Einzige. Jahrbuch der Max-Stirner-Gesellschaft. Leipzig: edition unica.
FLOR, João Almeida (1990). «Shakespeare em Pessoa», in Shakespeare. Lisboa: Alcarte, pp. 51-63. [Comunicação apresentada durante o colóquio sobre Shakespeare, entre os dias 5 e 9 de Julho de 1987, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa].
FLOR, João Almeida (1984). «Fernando Pessoa e a questão shakespeariana», in Afecto às Letras. Homenagem da Literatura Portuguesa Contemporânea a Jacinto do Prado Coelho. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, pp. 276-283.
FREITAS, Ana Maria (2009). «Pessoa escritor de policiais», in Fernando Pessoa: O Guardador de Papéis. Jerónimo Pizarro, organizador. 2.a edição. Lisboa: Texto Editores, pp. 101-133.
GALHOZ, Maria Aliete (1991). «Em torno ao poema de Fernando Pessoa "Ó Sino da minha aldeia" – nota preliminar e breve achego ao seu estudo», in Estudos Portugueses (homenagem a Luciana Stegagno Picchio). Lisboa: Difel, pp. 745-746.
LÓPEZ, Pablo Javier Pérez (2009). «El nietzscheano involuntario», in Românica, Revista de Literatura, n.º 18, Lisboa, pp. 217-243.
MONTAGUT, Miguel Pérez (2010). «La sobreabundancia en Walt Whitman y Álvaro de campos: encuentros y desencuentros en el terreno de la alteridad», in El Pensar poético de Fernando Pessoa , Pablo Jávier Pérez López e Fernando Calderón Quindós, compiladores. Morata de Tajuña: Editorial Manuscritos, pp. 153-168.
MONTEIRO, George (2008). «Campos, Caeiro, and Clough, the Victorian Modernist», in Portal Pessoa (http://www.portalpessoa.net).
PIZARRO, Jerónimo, Patricio FERRARI e Antonio CARDIELLO [2011]. «O Oriente de Fernando Pessoa», in Cultura Entre Culturas, AA. Vv. Lisboa: Âncora. [Em publicação].
PIZARRO, Jerónimo; Sara Afonso FERREIRA (2009). «A Génese d' A Invenção do Dia Claro e o estabelecimento de Invention of the Bright Day », in Fernando Pessoa: O Guardador de Papéis. Jerónimo Pizarro, organizador. 2.a edição. Lisboa: Texto Editores, pp. 283-338.
PIZARRO, Jerónimo (2007), «Pessoa y Borges, lectores de Coleridge», Al margen , n.º 20, Bogotá, Janeiro de 2007, pp. 52-58.
PRISTA, Luís (2001). «Pessoa e o Curso Superior de Letras», in Memória dos Afectos – Homenagem da Cultura Portuguesa ao Prof. Giuseppe Tavani. Lisboa: Edições Colibri, pp. 157-185.
RICCARDI, Mattia (2007), «Dionysus or Apollo? The heteronym Antonio Mora as moment of Nietzsche's reception by Pessoa», in Portuguese Studies, vol. 23, n.º 1, London, pp. 109-123.
SAMPAIO, Maria de Lurdes (2008). «The Disquiet of Archaeology: Fernando Pessoa's Detective Writings», in Portuguese Studies, vol. 24, n.º 2, número especial dedicado a Fernando Pessoa, revista do Department of Portuguese and Brazilian Studies, King's College London, publicada pela Modern Humanities Research Association. Jerónimo Pizarro e Steffen Dix, editores convidados, pp. 128-167.
TERLINDEN, Anne (1990). Fernando Pessoa: The Bilingual Portuguese Poet. A Critical Study of "The Mad Fiddler". Collection Travaux et Recherches, n.º 20, Bruxelas, Facultés Unviversitaires Saint-Louis, 236 p.
ZENITH, Richard (2006). «Um poeta Vacinado pela Filosofia: Fernando Pessoa e a Cultura Alemã», in Portal Pessoa (http://www.portalpessoa.net).


Contribuições mais breves (baseadas na biblioteca de Pessoa)

CARDIELLO, Antonio; Patricio FERRARI (2010). «Fernando Pessoa lettore-scrittore di George Robert Stow Mead: Finzione (o la coscienza) come pluralità», in La Gru – Portale di Poesia e Realtà ( http://www.lagru.org ), 16 Ottobre 2010, http://www.lagru.org/index.php?option=com_content&view=article&id=163:dossier-pessoa-marginalia-i&catid=15:letteratura&Itemid=69 .
CUNHA, Teresa Sobral (1987). «Fernando Pessoa: Diário (inédito) de 1906», in Colóquio-Letras, n.º 95, Janeiro-Fevereiro, pp. 80-95.
PIZARRO, Jerónimo et al. (2008). «Inéditos de Pessoa», in Jornal de Letras, Artes e Ideias, ano XXVIII, n.º 995, Lisboa, 19 Novembro a 2 Dezembro, pp. 16-17.
PIZARRO, Jerónimo; Patricio FERRARI (2008). «Biblioteca», in Dicionário de Fernando Pessoa e do Modernismo Português. Fernando Cabral Martins (coord.). Lisboa: Editorial Caminho, pp. 86-88.
PIZARRO, Jerónimo; Patricio FERRARI (2008a). «Algumas imagens inéditas [da biblioteca particular de Fernando Pessoa]», in Egoísta, número especial, Junho, 2008, Casino Estoril, pp. 48-57. [Errata: a imagem publicada nas pp. 50 e 51 corresponde ao livro Bacon's Nova Resuscitatio, de Walter Begley (cf. 1-7)].
QUILLIER, Patricik (2002). «Dois rubáiyát marginais escritos a lapis por Fernando Pessoa no exemplar dos «Rubáiyát of Omar Khayyám», in Journal de Letras, Artes e Ideias, ano XXI, n.º 822, Lisboa, 3 a 16 de Abril, p. 8. [Estes dois inéditos acompanharam outros quatro que, na trad. francesa de P. Quillier, foram incluídos na secção «Poèmes écrits en marge des Rubayat traduits par Fitzgerald», in Pessoa: Œuvres poétiques. Ed. Bibliothèque de la Pléiade, estabelecida por Quillier e traduzida em colaboração com Maria Antónia Câmara Manuel, 2001].
ZENITH, Richard et al. (2003). «O que liam os heterónimos de Fernando Pessoa», in Público, suplemento "Cultura", Lisboa, 17 de Agosto, pp. 36-38.


Contribuições mais breves (com referências à biblioteca de Pessoa)

ABREU, Maria Fernanda de (1988). «Encuentro con Ortega», in Diario 16, suplemento "Culturas", Madrid, 6 de Noviembre, p. VIII.
CASTRO, Mariana Gray de (2009). «Shakespeare, dramaturgo invisível», in Jornal i, ano I, n.º 203, Lisboa, 30 de Dezembro, p. 42.
FERRARI, Patricio (2009a). «Pessoa e a língua grega: o "murmurio humido das ondas"», in Jornal i, ano I, n.º 169, Lisboa, 19 de Novembro, p. 39.
ROUGLE, William P. (1983). «A Rússia política e literária em Fernando Pessoa», in Journal de Letras, Artes e Ideias, ano III, n.º 73, Lisboa, 29 de Novembro a 5 de Dezembro, p. 5.