Português
English

01-07-15
Categoria: Destaques


JULHO E AGOSTO

VERÃO DE LEITURA, VOZ E JAZZ


Os meses de Verão da Casa Fernando Pessoa fazem-se de leitura, voz  e jazz. A abrir a temporada mais quente, os dias intensos do Festival Silêncio.

 

 

A abrir a temporada mais quente, os dias intensos do Festival Silêncio, projecto a que a CFP se associa. Na festa da palavra dita, cantada, escrita, com epicentro no Cais do Sodré, há um percurso que conduz à CFP. Como uma partitura debruça-se sobre a nova poesia, com vozes e iniciativas diversas. Na CFP têm lugar a conversa-performance A Voz e o Silêncio (sexta, 3, às 19H00), a conversa sobre arquitectura e literatura Chuva Oblíqua: atravessa esta paisagem (sábado, 4, às 17h00) e a conversa Poesia na rede (sábado, 4, às 19H00).

 

Na programação de Verão da CFP há também música, música jazz, na esplanada do restaurante Flagrante Delitro, uma proposta para as tardes longas. O programa Vive sem Horas tem início dia 9 de Julho, quinta-feira, às 19h00, com o grupo de jazz vocal Cantajazz e continua, todas as quintas-feiras até 27 de Agosto, com a programação e os músicos, da Escola de Jazz Luiz Villas-Boas/ Hot Clube de Portugal.

 

A voz, a leitura e a música estão também presentes na edição de Agosto de Sem casas não haveria ruas, o programa regular que une a CFP, a Fundação José Saramago e a BOCA. Em Pimenta na Boca, Ana Deus e Alexandre Soares dão música e voz a poemas de Alberto Pimenta. Sábado, dia 8 de Agosto, às 19h00.

 

 

Julho e Agosto são também meses pensados para os mais novos e famílias, com quatro propostas que combinam um passeio por Lisboa, brincadeiras no Jardim da Estrela, ilustração e cinema:

 

Na cidade de Pessoa e Maruxa, Maryna, María são duas propostas para crianças e adultos: a primeira, um passeio por Lisboa, guiado por Fernando Pessoa, visitando os sítios onde morou, trabalhou, conviveu e sobre os quais escreveu (dia 4 de Julho, sábado, às 10h30); a segunda, uma oficina de ilustração, de Mafalda Milhões, centrada nos direitos da criança, na amizade e na igualdade na diversidade (dia 18 de Julho, sábado, às 16h00).

 

Para as férias preparam-se as oficinas Trepadeiras de Papel, um desafio a ser poeta por uma semana entre folhas, texturas, barulhos e livros escondidos no Jardim da Estrela (de 20 a 31 de Julho, segunda a sexta, das 10h00 às 17h00); e O meu amigo imaginário foi filmado!, um programa Zero em Comportamento que desafia à criação de personagens, à sua caracterização e à construção de histórias e de cenários (de 20 a 24 de Agosto, segunda a sexta, das 10h00 às 17h00).

 

 

E é também em Julho e em Agosto que a Biblioteca dá início aos empréstimos domiciliários. A partir de agora, os leitores poderão levar consigo os livros que ocupam a sua atenção e tempo – e prolongar a leitura noutros espaços. Ao mesmo tempo, o catálogo da Biblioteca passa a estar disponível online para que a pesquisa possa ser feita também à distância. A Biblioteca relança ainda os seus serviços especializados de consultoria: acessíveis a todos os interessados.

 

E, finalmente, começamos o mês com um programa que regularmente nos visita: Parfums de Lisbonne. Este festival cruza, desde há 9 anos, Lisboa e Paris, o teatro, a poesia, a dança, a música, o cinema, e as artes plásticas, os autores, os textos e as ideias, numa e noutra cidade. Organizado pela companhia Cá e Lá, tem sido presença regular na CFP e uma excelente oportunidade de diálogo e de aproximação ao trabalho e presença da comunidade portuguesa em Paris. Dialogues bilingues autour de la poésie et du théâtre de Miguel Torga é uma viagem “multidisciplinar e bilingue, em português e em francês, um novo olhar sobre a escrita dramática do escritor”. As palavras ditas e cantadas são acompanhadas ao piano e à guitarra clássica.


Vemo-nos por cá, até breve!

 








<- Voltar a : Programação